quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

RECEITA PARA ENSINAR /APRENDER A LER E A ESCREVER de Suzana Suchwartz

Existem receitas para ensinar? E para aprender? Não, receitas não existem! Mas, é possível pensar em alguns pressupostos teóricos básicos para os processos de ensino e de aprendizagem da leitura e da escrita. E é para este objetivo que se direciona este artigo: refletir criticamente sobre o que precisa embasar teoricamente a prática pedagógica de professores e professoras alfabetizadores .



INGREDIENTES:

1. AMBIENTE ALFABETIZADO

R
2. CLIMA PROPÍCIO PARA A APRENDIZAGEM
3. OLHAR DE CRENÇA/CONVICÇÃO DO PROFESSOR
4. DEFINIÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO PERFIL DA TURMA
5. PARTIR DO QUE O ALUNO JÁ SABE PARA IR ALÉM
6. CONSTITUIÇÃO DO GRUPO
7. PRIVILEGIO DA LÓGICA DA APRENDIZAGEM E NÃO A DO CONTEÚDO
8. FUNÇAO MATERNA E FUNÇAO PATERNA = ACOLHIMENTO X RUPTURA
9. AVALIAR PARA AGIR
10. ALFABETIZAR = PROCESSO DE INSERÇÃO NA CULTURA ESCRITA


MODO DE FAZER

- Localize-se uma sala de aula. Não precisa ser grande nem bem equipada, apenas com classes e cadeiras móveis que possam ser dispostas em círculos, duplas e

grupos de no máximo quatro elementos, dependendo da atividade proposta. Mas, precisa sim, ser limpa e organizada;
- Exponha-se um referencial do alfabeto, que deverá ser trocado pelo menos quatro vezes ao longo do ano letivo, e vá se acrescentando, quando possível, outros portadores de texto significativos;
- Estabeleça-se com os alunos um contrato pedagógico que explicite o que vieram fazer ali (rotina organizada e combinada – não rotina rotineira), onde:
É proibido proibir sem dialogar;
O erro é bem vindo, pois é expressão das hipóteses em construção dos alunos, as quais precisam ser conhecidas do professor para o planejamento das intervenções;
- Encaminhando-se um clima de sala de aula propício à aprendizagem, em que o grupo possa se constituir como tal: pessoas, reunidas num mesmo espaço e local, com um objetivo comum: aprender a ler e a escrever;
- Superando-se assim o que parece ser uma antinomia: autoritarismo versus espontaneísmo, ambas as atitudes antidemocráticas, caracterizando-se pela ausência de compromisso com as autorias;
- Acrescentando-se a estes ingredientes, o olhar de crença/convicção do professor na possibilidade da aprendizagem de todos e:
- A investigação inicial das hipóteses dos alunos a fim de diagnosticar o perfil do grupo e planejar as intervenções pedagógicas para o avanço.
Intervenções que precisam ir ao encontro de aprendizagens já construídas, de conhecimentos prévios; que privilegiem a lógica da aprendizagem e não a do conteúdo ou do programa a “ser vencido”;
- As provocações (conflitos cognitivos) deverão ser planejadas para os momentos adequados, que dependerão da sensibilidade do mestre de perceber quando é necessário acolher as hipóteses do aprendiz, fortalecendo sua auto-imagem e auto-estima, contribuindo para que ele se perceba como sujeito e não qualquer sujeito, mas como um sujeito capaz, para depois desafiá-lo a ir além;
- Considerando também que leitura e escrita são processos cuja gênese implica numa organização ascendente de estruturações incompletas, inseridas na cultura escrita, encaminhando a compreensão dos alunos para a sua função social, buscando torná-los leitores e escritores que estejam habilitados a ler produzir e compreender diferentes tipos de portadores de textos que desejarem e/ou necessitarem e que esta aprendizagem contribua para sua qualidade de vida.

Embora procurando respeitar a estrutura textual não pretendo criar uma receita de alfabetização, receitas não existem! Existem? Mas quero destacar pontos que considero fundamentais no encaminhamento de uma prática alfabetizadora consciente e desejosa de ensinar a ler e a escrever nos significados amplos e complexos destes conceitos. Mas, um alerta: esta 'receita ' não resultará produtiva para o professor cujo desejo não estiver presente na prática pedagógica, aquele que não se perceber com prazer em ensinar. e compreender diferentes tipos de portadores de textos que desejarem e/ou necessitarem e que esta aprendizagem contribua para sua qualidade de vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário