quarta-feira, 20 de junho de 2012

O VOO DOS GANSOS : MENSAGEM PROPÍCIA PARA REUNIÕES DE PROFESSORES

Ao voarem em formação “V”, os gansos demonstram liderança e companheirismo…
Quando o ganso que está no ápice do “V” se cansa, ele passa para trás da formação e outro ganso voa para ponta liderando o vôo…
Se um ganso é ferido ou abatido, outro ganso o acompanha até a sua descida e não o abandona até que esteja recuperado.
Se tivéssemos o mesmo sentido dos gansos… nos manteriamos em formação com os que lideram o caminho para onde também desejamos seguir.
Sendo parte de uma equipe, nós também podemos utilizar adequadamente os recursos disponíveis, para que o fruto do nosso trabalho ganhe em qualidade.
Se tivermos senso de comunidade como os gansos, saberemos reverzar-nos na execução das tarefas difíceis compartilhando
uma direção comum.
Respeitando as diferenças…
… para que possamos ter união e companheirismo, tornando nosso ambiente harmonioso e obter-mos resultados eficazes.
Da próxima vez que ver uma formação de gansos voando, lembre-se que é uma recompensa, um desafio, um provilégio, fazer parte de uma equipe.
Sucesso!!!

domingo, 10 de junho de 2012

VISITEM MEU GRUPO DE MESMO NOME DO BLOG, NO FACE

http://www.facebook.com/#!/groups/446929321997764/

HOMENAGEM A LÍNGUA PORTUGUESA

Última flor do Lácio, inculta e bela,
És, a um tempo, esplendor e sepultura:
Ouro nativo, que na ganga impura
A bruta mina entre os cascalhos vela...


Amo-te assim, desconhecida e obscura.
Tuba de alto clangor, lira singela,
Que tens o trom e o silvo da procela,
E o arrolo da saudade e da ternura!

ÚTIMA FLOR DO LÁCIO OLAVO BILAC

Última flor do Lácio, inculta e bela,
És, a um tempo, esplendor e sepultura:
Ouro nativo, que na ganga impura
A bruta mina entre os cascalhos vela...


Amo-te assim, desconhecida e obscura.
Tuba de alto clangor, lira singela,
Que tens o trom e o silvo da procela,
E o arrolo da saudade e da ternura!


Amo o teu viço agreste e o teu aroma
De virgens selvas e de oceano largo!
Amo-te, ó rude e doloroso idioma,


em que da voz materna ouvi: "meu filho!",
E em que Camões chorou, no exílio amargo,
O gênio sem ventura e o amor sem brilho!

sábado, 9 de junho de 2012


Criado no siteVocê na

100 ANOS DE JORGE AMADO `: REVISTA MUNDO JOVEM

Língua e Literatura

100 anos de Jorge Amadop. 21
A ocasião do centenário de nascimento de Jorge Amado (10/8/1912) se configura como oportunidade única para promover o conhecimento da sua vida e obra. A busca pela igualdade entre os humanos esteve sempre presente nos seus livros, desde os que são considerados da sua fase mais militante aos posteriores a Gabriela, cravo e canela.
Camila Kowlaskiassessora de comunicação da Fundação Casa de Jorge Amado. Salvador, BA.
  • AtividadeSarau literário
    Objetivo: conhecer a obra de Jorge Amado e oportunizar momentos de vivência literária e artística aos alunos e professores.

    Desenvolvimento:
    Divida os alunos em grupos e proponha que conheçam livros e textos de Jorge Amado. Pode-se deixar a escolha livre ou indicar alguma obra especial ao grupo. É possível selecionar trechos de filmes, músicas, fotos e outros materiais que expressam a amplitude da sua obra.
    A seguir, organize um local e decore-o com elementos do universo literário de Jorge Amado.
    Por fim, com bastante naturalidade, podem ser feitas apresentações para que trechos das obras e outros materiais sejam conhecidos e se possa celebrar esse importante escritor brasileiro.
  • Sugestão de Site: Fundação Casa de Jorge Amado. Dedicada a preservar o acervo do escritor, tem como missão promover a pesquisa e a divulgação da sua vida e obra. Acesse: www.jorgeamado.org.br

terça-feira, 5 de junho de 2012

WebTV

WebTV

Está pensando em aplicar a tecnologia em sala de aula e criar um ambiente de aprendizagem inovador? O portal e-professor tem disponíveis diversos vídeos sobre o tema: http://www.eprofessor.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=41&Itemid=40&lang=br

As tecnologias na sala de aula

Enviado por em 15/02/2011
Atividade do Curso de Pós em Mídias na Educação realizada por Claudete Teresinha da Silva e Clodoaldo Monteiro da Silva Júnior (Lençóis Paulista-SP)
Está pensando em aplicar a tecnologia em sala de aula e criar um ambiente de aprendizagem inovador? O portal e-professor tem disponíveis diversos vídeos sobre o tema: http://www.eprofessor.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=41&Itemid=40&lang=br

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Quem Mexeu no Meu Queijo? o filme


Quem Mexeu no Meu Queijo? é uma parábola simples que revela verdades profundas sobre a mudança. É a história divertida e esclarecedora de dois ratinhos e dois homenzinhos que vivem num labirinto e procuram "queijo" para se alimentarem e viverem felizes. Esses quatro personagens se comportam como seres humanos normais. "Queijo" é uma metáfora para significar aquilo que desejarmos na vida: um bom emprego, um bom relacionamento amoroso, dinheiro, propriedades, saúde ou paz de espírito. E o "Labirinto" é o local onde fazemos essa busca: a empresa na qual trabalhamos, a nossa família ou nossa comunidade.

Nesta história, os personagens enfrentam uma mudança inesperada. Um dos "homenzinhos" é bem sucedido e começa a escrever tudo o que aprendeu nas paredes do labirinto. Graças a essas anotações, começamos a aprender como lidar com a mudança, de forma a sofrer menos estresse na vida ou no trabalho.

As simples verdades encontradas nesta história têm provocado um grande impacto no ambiente empresarial. E agora são apresentadas neste filme que pode ser usado tanto para abrir uma reunião como para servir de ponto central de um programa de treinamento que ajude os treinandos a alcançar o sucesso nestes tempos de rápidas transformações. O uso da metáfora do "Queijo" nos ajuda a economizar tempo e reduzir o estresse e nos oferece um modo agradável de partir para a luta nestes tempos de mudança pessoal e profissional. "Queijo" pode ser usado junto a grandes audiências, para criar uma linguagem comum, ou junto a pequenas audiências, para abordar mudanças específicas. O tom pouco ameaçador da história reduz a resistência e estimula a confiança no processo da mudança.

"Quem Mexeu no Meu Queijo?" se baseia no livro escrito pelo Dr. Spencer Johnson, co-autor de "O Gerente Minuto".

 


 

Licença:

Licença padrão do YouTube