quinta-feira, 23 de maio de 2013

“A POESIA É NECESSÁRIA”Rubem Braga



“A POESIA É NECESSÁRIA”  Rubem Braga . Eu afirmo  que é tão necessária como afirma Fernando Pessoa em AUTOPSICOGRAFIA “O poeta é um fingidor.Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor.A dor que deveras sente”
“QUE A ESCOLA SAIBA ATRAIR PARA A CENTELHA DE MARAVILHAMENTO QUE CARACTERIZA UM POEMA “ Ana Maria Machado

García Lorca descreve um pandeiro, por exemplo, dizendo “SUA LUA DE PERGAMINHO. PRECIOSA TOCANDO VEM.” Ou quando Jorge de Lima afirma que “HÁ SEMPRE UM COPO DE MAR PARA UM HOMEM NAVEGAR”. Ou ainda quando Manoel Bandeira CONCLUI QUE UM PORQUINHO- DA- ÍNDIA FOI A SUA PRIMEIRA NAMORADA. Ou João Cabral de Melo Neto afirma que o nascimento de um menino é belo “COMO UM CADERNO NOVO QUANDO A GENTE O PRINCIPIA.” Ou Paulo Mendes Campos resume: “ SOU RESTOS DE UM MENINO QUE PASSOU.” Ou quando Carlos Drummond de Andrade constata: “MAS AS COISAS FINDAS, MUITO MAIS QUE LINDAS,ESSAS FICARÃO.”E elas findam, como ensina Vinícius de Morais “DE REPENTE, NÃO MAIS QUE DE REPENTE.” “E, OS ANOS NÃO TRAZEM MAIS” afirma Casimiro de Abreu , e Olavo Bilac fala   em “ OUVIR ESTRELAS”, Gonçalves Dias garante: “MENINOS, EU VI”,Castro Alves ecoa a África a desafiar Deus “HÁ DOIS MIL ANOS TE MANDEI MEU GRITO, QUE EMBALDE DESDE ENTÃOCORRE O INFINITO,ONDE ESTÁS, SENHOR DEUS ? “ Só sei que continuo poetizando como em MOTIVOS de Cecília Meireles “Eu canto porque o instante existe /e a minha vida está completa./Não sou alegre nem sou triste:/sou poeta” mas por que tudo isto ? CECÍLIA MEIRELES explica : Sei que canto. E a canção é tudo.?/ Tem sangue eterno a asa ritmada./E um dia sei que estarei mudo:
— mais nada.”























Nenhum comentário:

Postar um comentário